terça-feira, 2 de março de 2010

Queimem gibis em praça pública

Então, o que me traz de volta ao meu abandonado, empoeirado e largado blog?

Essa pilha de besteiras aqui: CLICA

Antes de mais nada, vou ser bastante parcial aqui, porque é o MEU blog e aqui eu falo o que EU quero, certo? Então.

Pra começar, acredito que esse fulano nunca tenha nem pego num gibi da Turma da Mônica. Claro que ele provavelmente não faz questão, né, ser exposto a todos esses "malefícios" que revistinhas em quadrinhos podem provocar. Mas aí faz a MERDA de falar de uma coisa da qual não sabe. Porque dizer que os personagens da Turma da Mônica não têm personalidade já transcende o erro e passa a ser absurdo. As personagens da Turma da Mônica têm SIM uma personalidade que vai além dos tais "clichês" (que nada mais são que represetações de comportamentos COMUNS da infância), e qualquer um que pega as revistinhas pra ler percebe que Mônica, Magali, Cascão e Cebolinha têm personalidades fortes, marcantes e distintas, que muitas vezes são simplificadas e minimizadas aos olhos do grande público justamente por causa dos traços característicos dos personagens.
Magali e Cascão, potenciais vítimas de bullying? É piada, né? Eles são plenamente aceitos por todos os outros personagens (com exceção de leves conflitos em algumas histórias) e isso é algo POSITIVO. Se eles fossem excluídos, aí todo mundo ia falar que eles eram excluídos. Tenha dó.

Segundo, como acusar a Turma da Mônica de "conservadora" comparando-a com HQs que o próprio autor admite serem dirigidas pra um público adulto? Ou será que criancinhas teriam o dicernimento necessário pra refletir sobre as tendências marxistas de Mafalda? Tenha dó! Isso me cheira mais a pseudo-intelectual querendo fazer doutrinação.
Além do mais, imagina o que seria das revistas da turma em nossa sociedade se eles chegassem arrebentando a boca do balão? Foi só o Mauricio por um personagem gay na revista da Tina pra criar o maior bafafá. Imagina Mônica fazendo discursinho contra a sociedade capitalista?

Me espanta ver esse cidadão esculachar tão veementemente a Turma da Mônica. Não são essas mesmas pessoas que acreditam que a gente deve valorizar mais o produto nacional?

Não, meus amigos, vamos ler só HQs americanas e argentinas, porque a obra de HQ que mais alcançou destaque no nosso mercado é uma porcaria, não presta e só passa valores ruins para as crianças.

Mas o que me deixa mais indignada nessa história toda é mais uma vez a mídia tentar jogar a culpa dos "problemas" das crianças pra a televisão, quadrinhos, internet, video-game, raio que o parta, quando só existem duas pessoas no mundo que deveriam ser responsáveis pela educação dos filhos: OS PAIS.

Sim, os pais! Eles são os únicos responsáveis pela educação de seus filhos e cabe a eles dizer a que tipo de material as crianças devem ter acesso ou não!

Alegar que eles são "condescendentes" com a Turma da Mônica é contransenso. Aposto que se o filho de alguém começasse a sentar a mão nos coleguinhas e fosse apurada que a causa eram os gibis da Mônica, a primeira coisa que os pais fariam seria parar de comprar. Mas não. Até hoje não ouvi falar de NENHUMA criança que tenha ficado "mais violenta", "mais gulosa", "mais suja" por causa dos gibis... O máximo que pode acontecer é identificação, já que, como foi dito, esses são traços COMUNS DA INFÂNCIA.

Pode-se dizer que é o contrário. Os gibis estimulam a leitura e, principalmente agora que a Mônica é embaixadora (? embaixatriz?) do UNICEF no Brasil- título concedido, olha só, a uma garotinha que só resolve os problemas através da violência e que é um péssimo exemplo pras criancinhas-, passam muitas mensagens positivas de preservação do meio ambiente, respeito, além de tratarem temas sérios como preconceito. Isso chega até a irritar os fãs mais antigos, que acham que as histórias estão ficando muito "chatas" e "certinhas". Para os pais, educadores, tias chatas e outros politicamente corretos de plantão, ainda há muito a ser feito. Mas as coisas devem ser construídas de forma gradual, ou serão jogadas no mercado de maneira caricata, e aí quem é que vai reclamar?

Ela mesma, a patrulha do politicamente correto.

Então é isso amiguinhos. Derrubemos tudo que foi construído nos 50 anos da brilhante carreira de Mauricio de Sousa. Queimemos gibis em praças públicas e deixemos as nossas crianças em casa, cantando "Rebolation" e "Eu sou o Lobo Mau"; daí vamos ver pra onde vai nosso país.

Marcadores: , ,

7 Comentários:

Às 2 de março de 2010 20:37 , Blogger Babi disse...

Vamos botar fogo na MSP e deixar nossas crianças dançando o créu e aprendendo a ler nas playboys do pai ou do irmão mais velho. Vamos deixar que elas tenham o exemplo perfeito de família com a novela das 9. Deixemos então que elas aprendam a não-violência nos filmes. Que as meninas aprendam a se alimentar assistindo a desfiles de moda. Só assim o mundo será melhor. Só assim o Brasil vai conseguir... Porque afinal, a nossa sociedade está muito bem como está e de maneira alguma reles gibis podem contribuir para o futuro da nação...

/NOT.

 
Às 7 de março de 2010 14:31 , Blogger Juliana ' Arisu disse...

Meu deus ... completamente ridículo. É a mesma coisa que algumas pessoas vem dizendo : a geração mais velha é violenta por causa dos desenhos animados que passavam na época como Tom & Jerry etc. Querem o quê? HQ's e desenhos animados com coisas fofinhas, ursinhos de pelúcia e alegria pra todo lado? Eu AMAVA a Mônica quando eu era mais nova e até tinha um Sansão, mas eu não saía por aí batendo nos outros com ele. As crianças conhecem a violência do mundo sem precisar de quadrinhos e desenhos. Filmes, noticiários e revistas mostram a realidade do mundo. Uma revista em quadrinhos não vai deixar uma crinaça violenta.

 
Às 8 de março de 2010 17:09 , Blogger Silier Borges disse...

Eu nem cheguei a ler todo o tal do texto indicado. É muita baboseira sobre as HQ's, acho que o leitor deveria tentar aparecer menos e comparar a nossa literatura (literatura, pra mim HQ é isso, assim como também para você, como indica sua tag) com os quadrinhos americanos. Quando esse cara ler Kick-ass ou Lobo, vai parar de blasfemar um pouco sobre a produção nacional.

 
Às 14 de março de 2010 04:51 , Anonymous Fran disse...

Parabéns pelo blog.Está mesmo faltando blogs assim,com conteúdo.E sobrando outros com baboseiras.Concordo completamente com seu texto e o li todo.Os quadrinhos do Mauricio é o pouco que resta de bom para as crianças,mas se acham que os influenciará com a violÊncia...deixeos nossas crianças na frente da EDUCATIVA tv!
Fala sério...

 
Às 30 de março de 2010 09:57 , Anonymous Amanda disse...

E tenho dito, queride. Esses marxistas psicóticos de uma figa, humpft.

 
Às 2 de abril de 2010 06:06 , Blogger Princesa Moderna! disse...

Adorei! Nossa, amei seu blog. É a primeira vez que venho aqui e amei mesmo! parabéns.

 
Às 8 de abril de 2010 14:23 , Anonymous maayara disse...

nossa, esse "ser" que não pode nem se chamado de "humano" tem o que na cabeça? eu AMO gibis, principalmente os da Turma Da Monica, e eu até tinha um DVD com umas musiquinhas dela.
beijos

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial